MENU 

Para mudar é preciso compreender


Há alguns anos que nosso planeta vem dando claros sinais de que estamos levando nossas vidas de um jeito completamente prejudicial para nós e para todo o ecossistema que nos cerca. O aumento do nível dos oceanos, os desajustes na temperatura, a extinção de diversas espécies, o aumento do aquecimento global e a destruição das nossas florestas são como claros sinais e gritos de socorro que dizem: algo está muito errado!

 

Infelizmente, a consciência ambiental não é um assunto amplamente discutido em nossa sociedade. Seja nas novelas, nos telejornais ou em nossas casas, falar sobre o meio ambiente não está na prioridade do dia. Por esse motivo, nós pouco refletimos sobre como nossas ações individuais também têm impacto na destruição da natureza e de suas vidas. Assim, o ser humano parece desconsiderar que ele próprio é parte da natureza, e que assistir de forma passiva a sua destruição, vai significar também a nossa própria destruição.

 

Assim, é preciso antes de tudo, entender o quão profunda é nossa ligação com a natureza, o quanto nosso modo de vida, nossas tecnologias, nosso alimento e trabalhos dependem dela. Afinal, antes de toda mudança é preciso informação e compreensão sobre o que é preciso mudar.

 

Por que proteger nossas florestas?

 

De acordo com Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE), a relação das árvores com o bem estar coletivo é direta. A perda de cobertura vegetal afeta tanto zona rural como zonas urbanas, estabelecendo um ciclo de ação e consequência. Já é sabido que um dos impactos das mudanças climáticas é a intensificação de períodos de seca e períodos de chuva, que desequilibram o ambiente e o clima. Além disso, a perda de árvores nativas faz com que se percam também os chamados “serviços ecossistêmicos” prestados pela natureza, como regulação das chuvas, manutenção da boa qualidade do ar, além da produção de água em quantidade e qualidade.

 

Como fazer diferente agora?

 

Quantas vezes você já se pegou mudando de opinião e prática sobre um assunto? Ao longo da nossa vida, conforme as experiências que vamos vivendo, vamos também aprendendo a absorver ou a abrir mão de determinadas práticas e conceitos que já não nos representam ou não trazem nenhum benefício às nossas vidas.

 

Assim, para que você comece a refletir sobre os seus hábitos de consumo e a transformar seu modo de viver em um modo que não agrida todas as vidas à sua volta, nós, da ABAN, preparamos algumas ações que você pode começar a praticar agora:

 

1 - Ser um consumidor mais consciente do que compra.

2 -  Evitar as embalagens que são mais poluentes.

3 - Não comprar produtos de marcas que fazem testes em animais.

4 - Dar preferência à agricultura familiar na hora de comprar.

5 - Evitar todo e qualquer desperdício.

6 - Diminuir o consumo de itens de grande impacto, como carne, eletrônicos, aço, combustíveis poluentes.

7 - Considerar o uso das energias limpas, como a solar, biomassa, eólica.

8 - Separar seu lixo corretamente para a reciclagem.

9 - Usar as roupas e sapato ao máximo antes de comprar novos.

10 - Usar o papel de forma mais consciente.

11- Descartar o óleo de cozinha da forma correta.

12 - Conversar com pessoas conscientizando a importância do consumo consciente.